MEDICINA ESTÉTICA

      Na Clínica Medform em Faro, a percepção do corpo como um todo leva a que todos os casos sejam observados numa perspectiva multidisciplinar e assim, em conjunto com a mais recente aparatologia podemos oferecer uma solução que se aproxima das suas expectativas. Aqui a Medicina Estética interage com a Fisioterapia Dermatofuncional, com a Cirurgia Plástica e a Harmonização Orofacial.

iStock-1208839969.jpg
 

CIRURGIA PLÁSTICA

- Lipoescultura
Cirurgia do Contorno Corporal
 
- Mamosplastia de Aumento
Cirurgia para aumento da Mama
 
- Mamosplastia Redutora e Lifting da Mama
Cirurgia para redução e elevação da Mama
- Lifting da Face
Cirurgia para a flacidez da face e do pescoço
 
- Abdominoplastia, Dermolipectomia e Miniabdominoplastia
Cirurgia para excessos de pele e gordura do Abdómen
 
- Otoplastia
Correcção das Alterações Estéticas da Orelha
 
- Blefaroplastia
Correcção das Pálpebras
- Correção de Cicatrizes
- Remoção de Sinais
- Cirurgia plastica reconstrutiva
IMG-9642.JPG

LILIYA KISELOVA

Fisioterapeuta Dermatofuncional

Diretora Técnica

IMG-9625.JPG

SARA ROSADO

Fisioterapeuta Dermatofuncional

IMG_9992.jpeg

VIRGINIA SANTOS

Harmonização Orofacial MD.

damiao.jpg

DAMIÃO VILHENA AYRES

Cirurgião Plástico

INDIBA1.jpg
 

FISIOTERAPIA DERMATOFUNCIONAL

        A Fisioterapia Dermatofuncional é a especialidade responsável pela promoção e reabilitação da funcionalidade do sistema tegumentar. Atua na avaliação, prevenção e recuperação de distúrbios/patologias, procedimentos cirúrgicos e lesões de origem endócrina, metabólica, circulatória, dermatológica, musculo-esquelética ou neurológica que afetem direta ou indiretamente a integridade do sistema tegumentar.

       O fisioterapeuta dermatofuncional atua desde a prevenção ao tratamento das (dis)funções tegumentares, sendo a sua intervenção baseada na promoção da saúde, e na reabilitação em contextos reparador e cirúrgico. Assim, poderemos ver este profissional a atuar em diversas condições tais como: gordura localizada, fibro edema gelóide (FEG), flacidez cutânea e muscular, estrias, discromias, cicatrizes, rugas, patologias da pele (rosácea, psoríase, xerose, acne, dermatites e vitiligo), situações de descontinuidade cutânea como queimaduras e úlceras, atendimento pré, trans e pós-operatório, linfedema e mastectomias.

     Também apresenta um papel importante na luta contra o fotoenvelhecimento e no rastreamento precoce do cancro cutâneo com respetivo encaminhamento dermatologia.

Tendo em conta que as alterações que envolvem o sistema tegumentar e suas estruturas relacionadas, comumente afetam a aparência do sujeito, é possível compreender a relevância da Dermatofuncional, que atuará sim no ponto de vista da funcionalidade, e ainda representará um importante papel psicossocial.

       Em Portugal, a Fisioterapia Dermatofuncional começou a dar os primeiros passos há cerca de 10 anos. Embora seja um passado recente, já conta com dezenas de profissionais qualificados a intervir diariamente na mesma de norte a sul do país, maioritariamente em regime de prática privada em clínicas e hospitais. 

Campos de Intervenção:

Recuperação Pós-Operatório Cirurgia Plástica

Recuperação Pós-Operatório Cirurgia Vascular

Recuperação Pós-Oncológica

Gravidez e Estética pós-parto

Tratamento Estrias

Celulite

Flacidez

Tratamentos de  Rosto

Acne

Emagrecimento e gordura localizada

Tratamentos Zona Intima e Saúde da Mulher

Tratamentos Queimaduras e Cicatrizes

Laser de Depilação e Rejuvenescimento

Alterações de Circulação Sanguinea

Ginástica Hipopressiva

iStock-1214887916.jpg
 

HARMONIZAÇÃO OROFACIAL

       Harmonização Oro-facial é o conjunto de tratamentos que busca proporcionar equilíbrio entre a relação estética e funcional tanto do sorriso, quanto do rosto do paciente. Através de procedimentos como aplicação de Ácido Hialurónico (Fillers), toxina botulínica (Botox), Fios de Sustentação, Bichectomia, Peelings, Mesoterapia com polivitaminicos ou Factores de Crescimento (PRGF) para corrigir rugas e assimetrias, marcas de acne e cicatrizes, melhorar proporções faciais e garantir um aspecto rejuvenescido do rosto. Além de cuidar do bem-estar e saúde, também conseguimos melhorar a autoestima das pessoas.

       Antes de partir para o procedimento, é feita uma avaliação das estruturas da face, do sorriso e das arcadas dentárias, além das principais queixas do paciente. Assim, com todas essas informações, consegue-se propor um plano personalizado.

       Na nossa clínica pode contar com extremo profissionalismo e simpatia da Dr.ª. Virginia Santos referência nacional em Harmonização facial.

       Saber mais sobre:

- Botox   

- Preenchimento com Ácido Hialurónico   

- Peeling    

- Lifting com Fios de Sustentação   

- Plasma Rico em Fatores de Crescimento

- Dermaroller

9.gif
 

INDIBA RADIOFREQUENCIA PROINIC MEDICAL

A tecnologia de radiofrequência INDIBA ® gera três efeitos biológicos:

    -Bioestimulação, Vascularização e Hiperativação.

 

    Esses processos aumentam a atividade celular metabólica, o fluxo sanguíneo e a circulação, melhorando a oxigenação dos tecidos e células. Os efeitos também apoiam a criação de novo colágenio, desintoxicam os tecidos e apoiam a drenagem linfática. Ao trabalhar na frequência específica de 448kHz, o INDIBA também pode trabalhar em um nível sub-térmico, permitindo fornecer tratamentos em áreas sensíveis e reparo agudo de tecidos (pós-operatório imediato, nova formação de cicatrizes e tratamentos pós-agressivos). 

    Combinando a terapia manual com a tecnologia INDIBA acelerará a remodelação celular com resultados desde primeira sessão;  A combinação de terapia manual, exercício, outras tecnologias e INDIBA resultará em resultados incomparáveis ​​para Celulite, Flacidez, Gordura Localizada, Edema, Pós-operatório, Pós-parto.

    A tecnologia INDIBA é altamente recomendada por profissionais para tratamentos de saúde pélvica em homens e mulheres. Grandes resultados são alcançados em tratamentos pós-parto, dor pélvica e incontinência.

Campos de Intervenção:

Recuperação Pós-Operatório e Cirurgia Plástica

Reafirmação Mamária

Flacidez Corporal

Tratamentos Rosto

Recuperação Pós-Parto

Redução de Cicatrizes e Queimaduras

Controlo da Dor Musculo-Esquelética

Reabilitação do Pavimento Pélvico

Tratamentos Capilares

LPG-video-screen.jpg
 

LPG INTEGRAL MEDICAL ENDERMOLOGIE

O CELLU M6 INTEGRAL MEDICAL é o equipamento referência para tratamentos na área de saúde, beleza e deporto. A Clinica Medform é representante oficial LPG no Algarve e Dispomos de 3 Equipamentos LPG.
     
Reúne num só aparelho duas técnicas de alta precisão em tratamentos do corpo e do rosto. Combinando eficiência e conforto, este equipamento de endermologia LPG permite chegar a resultados nunca antes atingidos na medicina estetica, pós-operatório, incluindo aplicações de saúde e lesões associadas à prática desportiva.
BENEFÍCIOS na área de Medicina Estética:
CORPO: A única técnica que liberta as gorduras resistentes  à dieta e ao exercício físico, de forma natural e indolor.
Resultados:
  • Aumento 70% da lipólise, sem danificar os adipócitos;
  • Melhoria da circulação sanguínea.
  • Diminuição da celulite
  • Drenagem
  • Melhora a qualidade da pele
  • Redução de gordura localizada
  • Modelação corporal
  • Refirmação
  • Anti-idade
  • Contornos da silhueta
  • Intervenção pós-cirurgia plástica
  • Redução da fibrose
ROSTO:  A LPG inspirou-se nos fundamentos da medicina regenerativa para criar uma nova geração de tratamentos anti-envelhecimento.
Resultados:
  • +80% Ácido Hialurónico Endógeno
  • +46% de produção de elastina endógena
  • +98% luminosidade
  • +21% rugas suavizadas
  • +23% firmeza
Área de Saúde:
INDICAÇÕES
  • Reumatologia: Diminuição da rigidez e dor articular e eliminação de tensões;
  • Ortopedia: Pré e pós-operatório, reabsorção do edema, melhoria da mobilidade articular e dor;
  • Mastologia: Libertação de aderências, tratamento de cicatrizes, diminuição do linfedema e dor;
  • Queimaduras: Suavização de cicatrizes, tratamento de aderências e fibroses e dor;
  • Maxilofacial: Tratamento dos espasmos musculares, edemas, cicatrizes e dor;
  • Urologia/Ginecologia: Cicatriz de cesariana, relaxamento cutâneo e retenção de líquidos;
  • Desporto: Preparação e recuperação muscular.
RESULTADOS
  • Aumento da circulação sanguínea;
  • Aumento da circulação linfática;
  • Redução da fibrose;
  • Redução da dor;
  • Estimula a produção de ácido hialurónico endógeno;
  • Estimula a produção de elastina endógena.
IDEAL PARA TRATAMENTOS DE
  • Dor
  • Medicina estética (pré e pós operatórios)
  • Reumatologia (rigidez e tensão articular)
  • Ortopedia (mobilidade articular e edema)
  • Pré e Pós-operatório ortopédico
  • Mastologia
  • Aderências
  • Cicatrizes
  • Linfedema
  • Queimaduras
  • Espasmos musculares
  • Urologia
  • Retenção de líquidos
  • Desporto
  • Preparação e recuperação muscular
lifting facial fios
 

LIFTING FACIAL COM FIOS PDO

Em que consiste?

 

     É um novo método de LIFTING não cirúrgico baseado na implantação múltipla de mini fios de Polidioxanona (PDO), que formam uma rede vetorial que atua como suporte dos tecidos flacidos e com falta de volume na face e corpo.

  O Fio PDO é um monofilamento sintético 100% absorvível pelo organismo, utilizado há muitos anos principalmente como sutura em cirurgias internas, notou-se que as cicatrizes ficavam bem menos evidentes com a utilização deste fio e a pele com excelente aspecto. A partir de então foram realizados diversos estudos para aplicação na face e corpo para estimulação intensa de colágenio e elastina.

   A técnica deste lifting vem sendo disseminada no mundo por ser uma aplicação de mínima invasão, permitindo a inserção muito subtil do fio nos locais desejados de forma quase que imperceptível pela derme, promovendo um efeito muito semelhante ao lifting cirúrgico. Obtém-se paralelamente um resultado terapêutico na melhora dos tecidos, ativação da irrigação sanguínea e dos canais linfáticos.

   Promove um efeito de levantamento do tecido notório de forma imediata e simultaneamente favorece a produção natural de colágenio. Estimula o rejuvenescimento da pele, fornecendo vitalidade, elasticidade e uma maior luminosidade. Melhora o aspeto das pequenas rugas, dos sulcos nasogenianos e da pele flácida.

 

Como é realizado?

 

    O procedimento de aplicação é relativamente simples e rápido (30-60 minutos), é uma técnica ambulatória, necessitando apenas anestesia local. A terapia consiste na inserção de pequenas agulhas carregadas com mini fios de Polidioxanona (PDO) que permanecem na derme, após a remoção das agulhas. 

    A disponibilidade de diferentes tamanhos de agulhas facilita o tratamento e adaptação a cada zona e às características do paciente

     O retorno do paciente à sua vida diária é quase imediato, podendo mesmo aplicar maquilhagem. 

 

O que nota o paciente?

 

   A tensão provocada pelos fios implantados juntamente com o edema causado pelo trauma do próprio processo, provoca desde o primeiro momento um efeito de lifting visível.

   Os fios começam a atuar imediatamente. A partir da terceira semana os efeitos reais começam a ser visíveis. O ponto de efeito máximo é atingido após 2 a 3 meses. Demoram entre 6 a 8 meses a serem reabsorvidos. Durante este tempo a sua presença continua a estimular a ação dos fibroblastos, aumentando a produção de colágeno e elastina. Isto faz com que os efeitos perdurem ao longo do tempo após os fios desaparecerem.

    Se for necessário, pode repetir o procedimento implementando novos fios até obter o efeito desejado. Pode realizar retoques a qualquer momento.

 

Recomendações pré-tratamento:

 

      No caso de estar a tomar analgésicos, evitar a aspirina, pois favorece o aparecimento de hematomas.

Evitar café, tabaco e estimulantes em geral. 

 

Recomendações pós-tratamento:

 

    Podem aparecer hematomas, inflamação. São reações normais ao procedimento que desaparecem no prazo de duas semanas. Pode lavar cuidadosamente a zona tratada após 4 ou 5 horas, mas evite movimentos bruscos, abrir excessivamente a boca, rir em voz alta ou qualquer outro estímulo dos músculos faciais durante os dias seguintes. Não massaje a zona durante o primeiro mês. Evite saunas e fontes de calor. Pode usar uma maquilhagem ligeira. Não é recomendável um excesso de maquilhagem na zona tratada.
 

Indicações:

 

  • Tecido flácido e rugas faciais;

  • Sobrancelhas ou pálpebras caídas;

  • Sulcos naso-labiais (linhas do sorriso);

  • Contorno da mandíbula;

  • Flacidez corporal (peito, abdômen, braços e coxas);

  • Suporte e de densificação de bochechas;

  • Redefinição dos contornos de seu rosto;

  • Melhoria do perfil

  • Rejuvenescimento do pescoço e decote;

  • Rejuvenescimento do dorso das mãos;

  • Melhoria de zona periumbilical após gravidez e emagrecimento.

 

Indicado para quem não pode receber aplicações de toxina botulínica ou preenchimento facial com ácido hialurônico, atenuando linhas e marcas de expressão.

 

Vantagens do tratamento:

 

  • Lifting não-cirúrgico;

  • Não apresenta rejeição ou efeitos secundários significativos;

  • Procedimento simples e rápido;

  • Pode ser combinado e/ou complementado com outras técnicas de medicina estética como preenchimento, mesoplastia com vitaminas, plasma rico em factores de crescimento  (PRFC), ácido hialurônico, toxina botulínica, vitaminas, peelings quimicos, carboxiterapia, radiofrequencia, entre outros;

  • Efeitos serão sempre naturais, não produz deformações ou alterações nos traços;

  • Retorno às atividades normais quase que imediato.

Possíveis reações pós procedimento:

 

  • Pele avermelhada;

  • Dor persistente ou inflamação nos primeiros dias;

  • Possibilidade de infeção muito baixa se cumpridas as recomendações básicas de higiene.

  • Pode causar hematomas.

 

O paciente não precisa de tempo de recuperação e pode retornar às suas atividades diárias de forma imediata.

 

Contra indicações:

 

  • Infecção na região de tratamento;

  • Doenças autoimunitárias ativas;

  • Gravidez e amamentação;

  • Diabetes grave não-controlada;

  • Doença cardiovascular aguda;

  • Outras doenças graves.

iStock-986686052.jpg
 

CRIOLIPÓLISE 360º

       A CRIOLIPÓLISE 360º é o mais recente e eficaz método de combate às gorduras localizadas, inicialmente foi desenvolvido por cientistas da Harvard Medical School. Permite de forma não invasiva eliminar gordura localizada, preservando a pele, os nervos e vasos sanguíneos.

 

       O equipamento, com os manípulos de diferentes tamanhos são posicionados nas zonas de tratamento,  é realizada uma sucção dos tecidos com excesso de gordura para o interior de manipulo e é induzido um arrefecimento controlado da gordura.

       

       O equipamento trabalha de forma selectiva sobre as células de gordura da região seleccionada, a gordura é arrefecida até - 10º C durante 35 - 50 min. A pele é protegida por uma película especifica de gel durante a sessão.

     

      No início, o paciente sente um puxão firme e um frio intenso, mas suportável, na região aplicada. Logo após, a sensação é de formigueiro. Os especialistas garantem que essas sensações são suportáveis e passageiras e que o paciente não sente dor durante, nem depois do tratamento.

       

      A recuperação após a Criolipólise 360º é imediata (só fica uma vermelhidão no local tratado e um inchaço que rapidamente desaparece) e os resultados podem ser percebidos em até dois meses após a primeira aplicação. Em cada sessão perde-se cerca de 40% a 60% da gordura da região aplicada. O número de sessões varia de acordo com a espessura de gordura de cada região e do resultado esperado pelo paciente.

IMG-20190910-WA0000_edited.jpg
CARTAZ%2520CRIOLIPOLISE%25202019%2520NOV

Os especialistas garantem que os resultados são permanentes – desde que o paciente tome cuidados para não voltar a engordar.

 

PERGUNTAS FREQUENTES:

1.       O que acontece durante o tratamento?

 

Numa primeira fase é marcada a zona de gordura a tratar. De seguida é colocada uma película protectora com o objectivo de preservar a integridade da pele e evitar lesões. Coloca-se então o manípulo de tratamento sobre a área seleccionada, que através do vácuo delimita a zona a tratar. Após estes procedimentos inicia-se a Criolipólise.

 

2.       Qual é a sensação durante o tratamento?

 

Sentirá uma sensação de frio intenso durante os primeiros minutos que se dissipará rapidamente. O paciente fica confortavelmente sentado ou deitado durante o tempo de tratamento.

 

3.       Poderei voltar à minha rotina após o tratamento?

 

Sim, pode. O tratamento não é invasivo, pelo que podes voltar à sua rotina em seguida. Existem alguns efeitos temporários após o tratamento, que desaparecem em alguns dias: vermelhidão, flictenas, equimose, formigueiro ou dormência na área tratada.

 

4.       Quando serão visíveis os resultados da Criolipólise?

 

  Criolipólise conduz a morte das células de gordura na zona tratada. A eliminação destas celulas do organismo, começa de imediato e fica completa até 120 dias. Após uma semana os resultados começam ser visíveis. Cerca de 80% dos resultados  são atingidos até 2 meses após o tratamento e o resultado final após os 3 meses.

 

   Com esta técnica de última geração, o paciente pode eliminar de 20 a 25% da gordura na região trabalhada, com uma única aplicação. É ideal para aqueles que querem se livrar dos indesejáveis excessos e pode ser aplicado em diferentes partes do corpo, principalmente nas áreas da barriga, costas e coxas.

iStock-1221115670.jpg
 

ULTRA-CAVITAÇÃO

A Cavitação é também conhecida por Ultralipo ou lipoaspiração não invasiva. Dada a sua eficiência, constitui uma boa alternativa à lipoaspiração tradicional, até porque se trata de um método não invasivo e completamente indolor.

 

O que é a Cavitação?

 

  É uma tecnologia de ultra sons que provoca a formação de micro bolhas no tecido adiposo, desencadeando a ruptura da membrana celular e fragmentação das células de gordura. O seu conteúdo é composto principalmente de triglicéridos, os que ficam dispersos no espaço intersticial e são transportados através do sistema linfático até o fígado.

    

Quais as vantagens e resultados da Cavitação?

 

      Em primeiro lugar, a Cavitação é um método seguro e que ao contrário de outros procedimentos, como é o caso da lipoaspiração tradicional, não requer internamento, cortes, anestesias, nem tempo de recuperação.
      Os resultados da Cavitação tornam-se evidentes logo nas primeiras sessões. O contorno do corpo torna-se mais definido para que consiga obter uma silhueta mais elegante. Porém, este tratamento, pode ser feito não apenas por mulheres, mas também por homens e as zonas mais tratadas são os glúteos, as coxas, o abdómen e a parte externa e interna da perna. Poderá ainda ser utilizado noutras áreas com um índice de adiposidade elevado.
   Evidentemente são recomendados alguns cuidados com a alimentação, bem como a prática regular de exercício físico, de forma a não recuperar a gordura perdida.
  Os especialistas recomendam que haja um intervalo de pelo menos 3 dias entre sessões e recomendam aos pacientes para beberem dois litros de água por dia, durante o tratamento, para ajudar na eliminação da gordura do nosso corpo.
 
Qual a duração do tratamento?

 

   O tratamento tem uma duração variável de acordo com a zona a tratar, o grau de adiposidade e o organismo de cada pessoa. De qualquer forma, são recomendadas, regra geral, seis a doze sessões por zona a tratar, sendo que cada sessão tem uma duração média de 45 minutos.

  A Cavitação costuma ser seguida pelo INDIBA proionic system activando a drenagem linfática fisiológica que facilitará o encaminhamento dos triglicéridos para as vias linfáticas e para o fígado.

 

Riscos – Quais as contra indicações da Cavitação?

 

    A Cavitação está contra-indicada nas grávidas, pessoas com problemas de pele, doentes de cancro e portadores de prótese e/ou pacemaker.
  Caso sofra de hipertensão ou tenha problemas de tiróide, deve comunicá-lo ao terapeuta, pois dependendo das situações, poderão constituir entraves à aplicação dos tratamentos de cavitação. Para além destas situações, a cavitação não deverá ser utilizada nos lábios, no rosto, nas mucosas, no pescoço, nos seios, na zona do coração ou em áreas corporais com feridas e/ou varizes.
Hipopressiva-11.jpg
 

GINÁSTICA HIPOPRESSIVA

A Ginástica Hipopressiva é uma combinação de exercícios da musculatura abdominal, da musculatura do pavimento pélvico e da musculatura do tronco criada na década de 1950 pelo Fisioterapeuta francês Marcel Caufriezna na Belgica.

 

  Esta combinação de exercícios produz um tipo de movimentação particular dos músculos abdominais (conhecida como manobra de aspiração diafragmática) que tem a propriedade de puxar para cima os órgãos da pelve (bexiga, útero, ovários, etc), reposicionando os e reforçando o pavimento pélvico.

 

   Mais de um terço das mulheres não consegue contrair correctamente a sua musculatura do pavimento pélvico nem manter abdominais activos em repouso, simplesmente por não terem noção proprioceptiva da sua localização, ne como fazer para os contrair.

 

 Além de ser um excelente exercício para treinar a contracção da musculatura do pavimento pélvico e dos abdominais, mais do que isso, treina a dissociação (contracção isolada de cada musculatura) dessas duas contracções.

 

  Estudos recentes mostram que a ginástica hipopressiva tem apresentado resultados na melhoria de prolapsos genitais dos mais diversos graus, como forma de reeducação e reposicionamento ativo dos órgãos pélvicos.

 

 Trata-se de um método que é capaz de aumentar o tónus de repouso, diminuindo as pressões sobre a cavidade abdominal, e provocar uma activação involuntária da musculatura do pavimento pélvico e da faixa abdominal. Ao ser uma técnica mais abrangente, ajuda a normalizar as tensões musculares, sendo muito útil para a postura (reeducação postural).

 

 

10 RAZÕES PARA FAZER DO MÉTODO HIPOPRESSIVO
 
1. REDUZ PERÍMETRO ABDOMINAL

 

2 . REDUZ DOR NAS COSTAS
 
3. MELHORA FUNÇÃO SEXUAL

 

4. AUMENTA RENDIMENTO DESPORTIVO
5. PREVENÇÃO E TRATAMENTO DE INCONTINÊNCIA URINARIA
 
6. PREVENÇÃO DE HÉRNIAS
7. EXCELENTE MÉTODO PRÉ E PÓS-PARTO
 
8. MELHORA A CAPACIDADE PULMONAR
 
9. MELHORA POSTURA E EQUILÍBRIO
 
10. MELHORA E PREVINE A “QUEDA “ DOS ÓRGÃOS INTERNOS
 
shutterstock_433881283_edited.jpg
 

REABILITAÇÃO PÓS-CIRÚRGICA

Realizada a intervenção, o êxito da cirurgia plástica depende da reação do organismo mas, sobretudo, que o paciente seja fiel a cada indicação médica na fase do pós-operatório.

1. Abdominoplastia 

Cirurgia plástica para remover a gordura, flacidez, excesso de pele e estrias, esta intervenção melhora toda a zona entre o umbigo e o púbis. A cirurgia tem a duração de 2 a 4 horas, com anestesia geral ou, em alguns casos, local. As primeiras 24 horas poderão ser as mais difíceis, uma vez que existe maior probabilidade de surgirem complicações devido à anestesia. Sentirá inchaço e dor moderada nos primeiros tempos, mas que é controlada por medicação. Confirme que pode regressar à clínica ou contactar o médico caso surjam imprevistos.

1.1. Cuidados pós-operatórios

Para drenar o excesso de sangue ou fluidos, são colocados pequenos tubos na zona da incisão durante a cirurgia. Estes são retirados logo que a drenagem seja concluída (o médico dará instruções sobre como proceder na limpeza dos drenos se necessário). Um penso cirúrgico revestirá e protegerá a região intervencionada. A cama terá de ser posicionada para elevar a parte superior do corpo e os joelhos. Poderá ainda ser necessária a administração de antibiótico e anticoagulante, durante os dez dias após a abdominoplastia. Durante pelo menos 30 dias, recomenda-se a utilização de uma cinta específica para evitar a acumulação de líquido na região intervencionada, beneficiar a recuperação e a posterior cicatrização.

2. Lipoaspiração

Através de um tubo e um dispositivo de vácuo, o cirurgião retira o tecido adiposo em excesso na zona a ser intervencionada. Esta cirurgia ajuda a eliminar a gordura de zonas tão diversas como abdómen, nádegas, quadris, coxas, tornozelos, queixo, bochechas, pescoço e parte superior do braço. Em média, a lipoaspiração pode demorar 1, 2 ou mais horas para ser concluída e necessita de anestesia geral ou localizada, dependendo da dimensão da intervenção. Inicialmente, a lipoaspiração provoca alguma dor e desconforto, sintomas que são controlados com analgésicos.

2.1. Cuidados pós-operatórios

Deverá seguir as indicações do cirurgião para evitar infeção, fibrose, depressão ou outras complicações. Cerca de 2 a 3 semanas após a lipoaspiração, o paciente está preparado para regressar à vida ativa, embora o inchaço e os hematomas possam levar entre um a seis meses a desaparecer, dependendo da capacidade de regeneração do organismo. Na zona do abdómen, usa-se uma cinta modeladora para prevenir a acumulação de líquidos e favorecer a acomodação dos tecidos. No período de recuperação, é importante que possa estar em repouso. Os resultados são evidentes, mas para serem duradouros, precisam de ser suportados por uma alimentação equilibrada e exercício físico. Decorridos 3 meses, a zona que foi submetida à lipoaspiração apresenta um aspeto normal.

3. Mamoplastia de aumento

Os implantes mamários de silicone ou de solução salina são colocados abaixo ou acima do músculo peitoral, proporcionando um aumento da mama e uma melhoria da sua forma. Esta cirurgia é indicada para aumentar o volume dos seios e para casos de peitos assimétricos ou descaídos. No entanto, o efeito não é imediato. No primeiro mês, o implante começa a adaptar-se ao corpo e, ao final de um trimestre, ganha a forma definitiva. Em algumas pacientes, poderá levar até 12 meses a estabilizar.

3.1. Cuidados pós-operatórios

É uma das cirurgias plásticas mais procuradas do momento e também das que requerem menos tempo de recuperação. Após alguns dias, a paciente pode regressar à vida ativa, desde que não faça esforço físico. No início, sentirá uma diminuição da sensibilidade no peito, em especial na zona dos mamilos, assim como algum desconforto e hematomas temporários. Nas primeiras 3 a 4 semanas, os esforços estão proibidos para prevenir o risco de rutura dos implantes. Não pode usar soutien, de forma evitar o contacto físico nos seios. As cicatrizes desaparecem entre 3 a 12 meses depois da cirurgia.

4. Rinoplastia

É um procedimento cirúrgico de baixo risco, procurado por quem pretende melhorar a aparência do nariz, após aconselhamento de um cirurgião plástico, ou a função respiratória, neste caso, por sugestão de um otorrinolaringologista. A rinoplastia reduz ou aumenta o tamanho do nariz, corrige a forma muito achatada ou bicuda, elimina o dorso acentuado, altera as pontas demasiado baixas ou levantadas, estreita a base das narinas, quando demasiado grandes ou largas, ou alterar o ângulo entre o nariz e o lábio.

4.1. Cuidados pós-operatórios

A cirurgia do nariz é pouco dolorosa, mas o paciente poderá ter alguma dificuldade em respirar no primeiro ou segundo dia após a operação. O edema e equimose à volta dos olhos são normais. Poderá ser necessário colocar uma tala durante uma semana. A equimose levará cerca de 15 dias a desaparecer, altura em que o paciente está preparado para regressar à vida normal. Por ser uma cirurgia de pormenor, o processo de cicatrização demora alguns meses, em função da capacidade de regeneração celular da pessoa. É muito importante usar protetor diariamente e evitar a exposição solar.

5. Otoplastia

Cirurgia plástica que altera a forma, a posição e o tamanho da orelha. Por má formação congénita ou orelhas proeminentes, esta intervenção pode ser realizada a partir dos 5 anos e até à idade adulta. O médico irá examinar a posição, tamanho e simetria da orelha para perceber quais as técnicas mais indicadas. Poderá ser necessária anestesia geral para intervenções que exijam a remoção de maior cartilagem ou pele. Após a cirurgia, serão colocadas talas de apoio para manter a orelha na nova posição, que serão removidas alguns dias depois. É normal sentir desconforto e algum prurido.

5.1. Cuidados pós-operatórios

Regra de ouro para qualquer cirurgia, deixar de fumar é condição pré e pós-operatória, uma vez que os hábitos tabágicos diminuem o fluxo de sangue na pele e podem atrasar a cicatrização. Pode ainda ser recomendado que cesse a toma de medicamentos, como anti-inflamatórios, e suplementos que aumentam o risco de hemorragia. Inicialmente, notará o inchaço na zona e é importante repousar. Nas primeiras semanas, de dois em dois dias, terá de se deslocar à clínica para mudar o penso (após seis ou oito dias são retirados os pontos). Nas primeiras semanas, deverá ainda evitar movimentos bruscos, dormir com a cabeça elevada e, se necessário, utilizar uma banda de compressão.

Cada cirurgia plástica exige cuidados específicos para que possa beneficiar dos reais resultados da intervenção a que submeteu. A boa execução da cirurgia é uma obrigação do médico, mas a responsabilidade de uma recuperação adequada é do paciente.

 

CARBOXITERAPIA

Actualmente, a carboxiterapia é um dos melhores tratamentos para  flacidez e rejuvenescimento corporal e facial, melhoria de olheiras, estrias e celulite. 

   A origem desta terapia se encontra na estação de águas termais do Royat, na França, especificamente na década de 50, quando um grupo de cardiologistas, aplicou a terapia a pacientes que sofriam de diferentes enfermidades relacionadas com a má circulação sanguínea e a acumulação de gorduras.

  Carboxiterapia é um método não cirúrgico o qual consiste no uso terapêutico do gás dióxido de Carbono (CO2) por via subcutânea, este gás é atóxico e não embólico.

  O gás carbônico atua dilatando os vasos sanguíneos e estimulando a formação de novos vasos sanguíneos, promovendo melhor irrigação de sangue nos tecidos e, consequentemente, melhor oxigenação da região tratada. O gás carbônico atua também no rompimento de fibroses do tecido subcutâneo. Alguns estudos mostram o favorecimento de formação de colágeno e elastina e efeito lipolítico (quebra das células de gordura) decorrente da carboxiterapia.

  A aplicação da carboxiterapia proporciona um ligeiro descolamento da pele, provocando ligeira dor. Por isso, recomenda-se iniciar as sessões com dosagens  menores, para que o paciente vá se acostumando aos poucos com a técnica.

A carboxiterapia está especialmente indicada para:

 

-  Melhoria de olheiras e rugas a volta dos olhos;  

-  Flacidez de rosto;

-  Flacidez pescoço;

-  Rejuvenescimento decote;

-  Rejuvenescimento mãos

-  Flacidez e rejuvenescimento de braços e pernas;

- Melhoria de estrias e celulite.  Além disso, a carboxiterapia também pode ser utilizada como terapia complementar à lipoaspiração, podendo ser feita em todas as regiões do corpo, inclusive nos seios.

-  Carboxiterapia atua no tratamento de cicatrizes e no tratamento de fibroses decorrentes de cirurgias plásticas, como a lipoaspiração, por exemplo.

 

Riscos da carboxiterapia:

 

Os riscos da carboxiterapia são raros, no entanto, podem surgir alguns efeitos colaterais como:

 

- Dor e inchaço no local da injeção;

- Sensação de dormência ou de ardência na pele;

- Pequenos equimoses na região da aplicação, nesse caso evitar exposição solar ate seu desaparecimento.

 

  Devido à existência de alguns efeitos colaterais, a carboxiterpaia está contraindicada em casos de alergia na pele, obesidade, gravidez, herpes e doença cardíaca, doenças pulmonar como DPOC, doenças renais, hipertensão arterial grave, trombose arterial e pessoas que fazem uso concomitante de medicação que contem anidras carbónico, entre outros.